12 de abril de 2012

Svetlana Olen ¥ Cap. 44 – Tempo

   
Muito embora não possamos ainda demarcar o tempo ao não ser pela luz do sol ou por calendários criados pela ordem da razão, sempre consegui compreendê-lo bem.
Entendia exatamente o momento que poderia sem medido por instinto. 

Sabia a hora que meu pai voltava correndo para casa e o momento que eu deveria previamente retornar para não ser pega mais uma vez tentando ir pra floresta sem seu consentimento.



Havia algo em mim que me avisava quando haveria mudanças climáticas pela passagem das estações, fenômenos importantes como eclipses, dias mais longos ou dias mais curtos.

Depois de certo tempo tentando treinar e adivinhar cada vez mais, percebi que não tinha somente uma boa memória. Lembrava-me e meu passado mais longínquo como se fossem alguns dias atrás. As vezes eram imprecisos em relação a data mais coerente, mas lembrava-me dele.



Conforme o tempo foi passando, conseguia prever também quando o copo iria cair da mão de um dos criados, quando passaria um animal perto dos campos de meu pai, e até mesmo quando ele haveria um algo inesperado e chegaria alguns dias depois o previsto.

Cada vez mais que iria compreendendo, mais conseguia mexer com ele, brincar conforme a minha vontade. Para assar um pão mais rápido, para que meu pai chegasse após meu retorno do Cray, previa como iriam os negócios da nossa família e onde deveríamos investir.

Inicialmente era tudo uma brincadeira até ter que realmente usá-lo para a defesa e o bem da permanência de nossa Cabala.



Era preciso agir com rapidez, ser mais sagaz. Era possível prever vários futuros de nós mesmos, tristezas, alegrias, choros, risos, vidas novas, mortes dolorosas. Percebi então que ainda não era capaz de determiná-lo conforme a minha escolha, mas já poderia brincar com a areia da ampulheta do tempo...
  
  
  

3 comentários:

Hugo Marcelo Barbosa disse...

Oi Camila, excelente texto.
Gostei muito de como Svetlana entende o tempo, suas várias facetas...

SmallBill disse...

Boa tarde, estou lendo da aventura desde o inicio, estou no post da data de http://rpg-mago.blogspot.com.br/2009/12/sessao-de-jogo-15122009-maio-1401.html

Estou adorando a aventura e se me permitem, gostaria de usar o cenário e algumas coisas da sua aventura em uma aventura que estou começando a escrever, caso tenho a aventura, pode me passar? Se sim, meu email é adriandelonge1985@yahoo.com.br

Obrigado e continuem com a ótima aventura.

dklautau disse...

A esfera de tempo é que eu mais gosto. As possibilidades do futuro e do passado condensadas no presente trazem o gosto da eternidade. A Svetlana está cada vez mais próxima da transcendência.