23 de março de 2012

Carta de Heráclito a Temístocles

   




Caríssimo mestre,

Desde o meu Despertar, coisas inimagináveis se tornaram reais por meio da energia mágica que envolve aqueles indivíduos que receberam a preparação adequada e equivalente às suas capacidades.
Tenho consciência, ou ao menos sei que preciso tê-la, de que o cosmo está em constante mutação e o que ontem parecia impossível, pode muito bem ser possível hoje.

Mas, preciso de esclarecimento.

A Ordem da Razão tem se utilizado de estruturas - ou quaisquer nomes mais pertinentes que possam ter - cuja origem é desconhecida para mim. Parecem ter vida e ao mesmo tempo depender do auxílio mágico de seus operadores. Entretanto, tenho a impressão que existe um afastamento daquilo com o que podemos chamar de humano e ações automatizadas apenas refletem as instruções recebidas.
Como ainda não tive tempo suficiente para pesquisar, uma vez que constantes batalhas vêm tomando conta de minha rotina, não pude refletir a fundo sobre essa questão.

O que são essas estruturas?

Lembrei-me da famigerada Deus ex machina grega, usada nos teatros para resolver as dificuldades no entendimento da história. Sendo a arte um elemento divino, tal qual o grão-mestre filosófico Aristóteles já preconizava, esse dispositivo interferiria sobremaneira na interpretação da obra e apontaria, discricionariamente, qual rumo deveria seguir.

Seria isso um Deus ex machina manipulador da substituição da vontade humana pela engrenagem metálica?

De posse desse conflito, passo por dúvidas existências gravíssimas, que apenas pioram pelo fato de não conseguir entendê-las. Penso que, de certa forma, o ser humano, com toda a sua carga individualizada, começa a ser esquecido e passa a depender dessa monstruosidade destruidora com a qual a Ordem da Razão se vale no momento.

Conforme a minha visão desse amálgama mecano-carnal, consegui, por meio de magia, criar dois desenhos que podem mostrar um pouco de tão bizarra manifestação. Remeto-lhes junto à carta.

Aguardo ansiosamento por respostas.


                                                                                                       De seu servo fiel,

                                                                                                       Heráclito de Creta
  


Seguem os desenhos:



2 comentários:

Hugo Marcelo Barbosa disse...

Grande Laredo,

Muito bacana esta postagem. Gostei muito dos desenhos. Deu vida aos stempanks.

Quem é Temístocles?

Atenciosamente,

Hugo Marcelo

dklautau disse...

Essa postagem demonstra a erudição filosófica do Heráclito, além de ser extremamente pertinente ao drama de sua consciência. Muito boa a postagem!