11 de setembro de 2011

Episódio 03 – Abdul & família em:


     
A Vida Como Ela Era...
     
Minha Filha, Meu Tesouro - Parte I 
     

Cenário:
Família de Abdul Haseeb reunida em volta da mesa de jantar. Conversam sobre assuntos variados. Abdul comenta da possibilidade de trazer duas crianças para morarem com eles enquanto a saúde de sua mãe (Eleonora/Pietro) é restabelecida.



Alima Sameena  Papai, quem é Aisha?
Abdul –  É uma criança que passará um tempo conosco. Sua mãe está doente e não pode cuidar dela e de seu irmão, João Batistta.
Amineh Nadirah Marido, qual é a etnia desta criança?
Abdul –  Ela é... Bem... Eu acho que é daqui mesmo da Itália. Por que?
Amineh Nadirah Nada, pensei que tivesse origem oriental. Tem o mesmo nome da esposa do profeta (saw).
Abdul –  É verdade. Mas a pronúncia é diferente...
Alima Sameena   Papai, quem é a esposa do profeta (saw)?
Abdul   Sua mãe se refere a Aisha bint Abu Bakr, a esposa favorita do profeta Muhammad (saw). Grande narradora de hadith[1].
Alima Sameena   As mulheres podem narrar hadith?
Bahiya Malika   Sim. Ao longo da história inúmeras mulheres se destacaram pelo seu conhecimento do sagrado Corão. Incluindo algumas eminentes scholars e conhecedoras da “jurisprudência islâmica”.
Abdul   Amara bin al-Rahman foi uma dessas.
Amineh Nadirah  Umm ‘Atiyyah também.
Alima Sameena   Nossa.
Amineh Nadirah  O que o ocidente desconhece é que a primeira universidade do mundo, a Universidade de al-Karaouine, foi fundada por uma mulher, Fatima al-Fihri.
Alima Sameena   Bismillah! E onde fica?
Amineh Nadirah  Em Fes, Marrocos, um país ao norte da África.
Alima Sameena   Papai?
Abdul   Sim, minha querida?
Alima Sameena   Quando eu crescer eu posso ser uma scholar islâmica?
Abdul   Não!
Alima Sameena   Não?
Abdul   Não. Você irá se casar e será abençoada com muitos filhos.
Bahiya Malika  Vossa filha pode se casar, ter filhos e ser uma scholar islâmica.
Alima Sameena   (faz movimentos afirmativos com a cabeça).
Abdul   Eu já disse que não e não desafie seu pai.
Amineh Nadirah  Mas senhor, Alima domina o árabe como poucos da sua idade, e sua recitação do sagrado Corão é muito boa. Ela tem grande facilidade em aprender e sua dedicação é notável.
Abdul   Infelizmente não temos uma Madrasa em Florença.
Amineh Nadirah  Ela poderia morar em Fes, com o meu tio Muntasir.
Alima Sameena −  Eu quero ir para a escolinha de Fatima.
Abdul   Já disse que não. Além do mais não temos dinheiro para isso.
Alima Sameena −  Mas papai...
Amineh Nadirah  Não discuta com seu pai Alima. Depois conversamos sobre isso. (sorriso cínico).
_____________________________
[1] Parte da tradição oral islâmica. É um corpo de leis, lendas e histórias sobre a vida de Maomé e os próprios dizeres nos quais justificou suas escolhas ou ofereceu conselhos. Tal como o Talmude está para a Tora, no Judaísmo; a Hadith está para as leis do Alcorão, no Islã.
     

3 comentários:

dklautau disse...

Mestre Hugo!

Obrigado pelas lições de História, principalmente pela universidade de Marrocos, embora haja controvérsias. Essa universidade permitia o debate ou era apenas escola de transmissão islâmica? Tinha várias áreas de pesquisa ou apenas era madrassa ou escolas de tradução?

Muito bom esse relevo do papel feminino no Islã! Quebra de preconceitos.

Hugo Marcelo Barbosa disse...

Oi Diego,

Obrigado por seu comentário.
Confesso que é muito difícil para mim responder estas questões que vc apresenta.

Eu fui no Guines Book tentar verificar qual seria a primeira universidade do mundo, interessante, a última edição do Guines cita a primeira universidade do "novo mundo", mas não denota qual seria a mais antiga do mundo.

Eu encontrei em alguns sites, logo eu acho que deve ser verdade, que o Guines de 1.998 coloca a universidade de Fes como sendo a primeira do mundo (Guinness Book of World Records(ref.The Guinness Book Of Records, Published 1998, ISBN 0-5535-7895-2, P.242).

Outro debate é qual seria o conceito de universidade. Talvez algumas universidades privadas do Brasil, em pleno séc. XXI, não mereçam ser chamadas de universidades, ao passo que o anseio pela verdade que conduziu as primeiras instituições de ensino superior durante a idade média, mesmo que sendo constituídas sobre outras bases, façam por merecer o título de universidades.

Outro ponto é que as instituicões de ensino orientais são um pouco "estranhas" para o ocidente. Talvez várias universidades islâmicas da atualidade não fossem consideradas como tais pelo MEC (hehehe).

Por fim, a "Encyclopedia of Islam", pág. 696, no verbete "university" evita este debate, coloca que várias instituições de ensino superior surgiram no mundo islâmico anterior às européias. Nestas, se destacava o estudo da lei islâmica. Uma vez que o islamismo se coloca como uma proposta de vida plena, completa, estudar a lei islâmica talvez significasse estudar direito, teologia islâmica, o corão, jurisprudência, a tradição oral islâmica...

Um grande abraço,

Hugo Marcelo

Hugo Marcelo Barbosa disse...

Apenas complementando.
Eu fui no Google Books e encontrei o Guines Book 1998 e realmente na pág. 242 descreve a universidade de Kareein, em Fes, Marrocos, como sendo a mais antiga do mundo.

Segue o link:
http://bit.ly/opWmWz