9 de fevereiro de 2013

Sessão de jogo 09.12.2012


Durante a discussão em Santa Croce entre Heráclito e Svetlana sobre a recuperação do bracelete de Heféstion, o euthanatos recebe um pedido de ajuda de Alexandre, o Grande, que está sendo tragado por um vórtice espiritual. Apesar dos esforços de Heráclito e Aurora, o espírito é aprisionado no reflexo espiritual do batistério, onde estão os espíritos referentes às relíquias que os dedaleanos estão coletando.

Nesse instante, Heráclito consulta as forças espirituais que arregimentou em seu domínio. Os exércitos de Judas Macabeu, Josué, Davi, Godofredo, Arthur, Júlio César, Alexandre e Heitor. Somente o exército de Carlos Magno se recusou a unir as forças. Pairando sobre todos como uma iminente tempestade, a sombra escura de Ninphalax serve de protetor e carceireiro.
            
Enquanto isto, Abdul roga, através de uma comunicação mental, pela ajuda da princesa Alohan a fim de propor um acordo para que o bracelete de Heféstion seja devolvido ao Cray, dado sua diplomacia e respeito no mundo dos Garous. Não há resposta.
            
Svetlana, com o intuito de investigar melhor a morte do maçônico Alberto Donati, vai ao seu velório pela mente de um rato e sente a presença nefândica de Salomé no local. Contudo, Antonino Pierozzi percebe a presença da verbena no local, e ela se desprende da mente do animal.
            
Embora as estátuas dos heróis estejam sendo finalizadas por Ghiberti, no mundo espiritual já estavam prontas, enquanto o Papa caminha no sentido de Florença...
 
    

Um comentário:

Hugo Marcelo Barbosa disse...

Grande Camila,

Excelente descrição.
Mal posso esperar para ver qual será o futuro de Florença.

Att,

Hugo Marcelo