24 de março de 2012

Svetlana Olen ¥ Cap. 37 – Água

Meditação Svetlana: treino controle da água.

Água. 



Elemento vital pra vida humana.
Elemento de vida, mas também de morte.
Quando passa calma, nutre a todos aqueles que a necessitam.
Quando transpassa força, é arrasadora e devastadora.
Pode ser transparente, mas também muito turva.

Aos poucos estou aprendendo a controlá-la.
E a me transformar...
A renovar e a me purificar.
Sangue e água.
Turbilhão e paciência...
Ao tocar em minhas runas, elas transparecem em meu corpo e percorrem em meu sangue.
Elas vão se transformando em linguagem corporal e meu sangue e elas começar a se comunicar. A ler minha mente seguindo a minha vontade...

Minhas mãos fazem movimentos e ela as acompanha.
Como em um dançar mágico e transparente.
Formas vão se formando, em um simples movimentar dos dedos.
De repende, gelo, e elas caem como se fosse pedras e se despedaçam em mil pedaços.

Tento novamente.
Pego a água da banheira e a passo para o ar.
Faço com que de um lado fique se movendo em círculos enquanto que do outro vá se destrinchando em pequenas gotas.
Faço chover na sala de banho.
Depois a reúno e faço um espelho.
Fico me admirando...

Volto a pô-la na banheira.
Com o braço esquerdo desenhado a runa com marca de sangue, faço um movimento lento descendo para de baixo de meu corpo, enquanto estou deitada na água. Ela me levanta. Até eu beijar o teto.

Mergulho dentro dela...


Com força, sento-me sobre ela ainda.
Abaixo de mim, um mini tufão aquático se forma para sustentar meu peso.
Aproveito que minhas damas de companhia estão dormindo, para eu mesma lavar o meu cabelo.

Com giros de mão para um lado e para o outro, a água vai penetrando e retirando toda a impureza deles. Sem a necessidade de qualquer óleo para sua limpeza.
Ao escutar passos no corredor, vou descendo devagar até toda a água da banheira preencher e me encontrar dentro dela novamente.

A porta se abre.
Luigia entra e pergunta se quero ajuda para me secar.
Digo que não e que pode voltar a descansar...
E quando não mais nenhum barulho por perto,
Me levanto com a ajuda da água e a retiro de meu corpo com muita facilidade.

2 comentários:

Hugo Marcelo Barbosa disse...

Muito bacana...

Agora Svetlana domina a água.

Hugo Marcelo

dklautau disse...

Essa descoberta da maravilha da essência dos elementos é um fundamento para a vida consciente. Somos todos feitos de água, e não apenas nossos corpos, mas a fluidez de nossa vida e a agitação de nossas vidas se espelham na água como um lago ou como o mar.